Tagon8 Blog

Seja um desenvolvedor Full-stack

Seja um desenvolvedor Full-stack

O desenvolvimento de aplicações comerciais geralmente envolvem o uso de diversas tecnologias e frameworks. Historicamente, isso implica na reunião de profissionais de áreas como especialistas em interfaces de contato com o usuário final (front-end), especialistas em regras de negócio da aplicação (back-end), e também especialistas direcionados à criação e manutenção das mais diversas bases de dados (administradores de banco de dados).

Entretanto, vivemos uma atualidade em que empresas com modelos de negócios inovadores nascem diariamente e criam produtos com extrema agilidade para um mercado que está em constante expansão. A tecnologia evoluiu para acompanhar esta agilidade, de forma que desenvolvedores hoje não precisam se especializar em apenas uma das várias áreas da tecnologia da informação.

Um desenvolvedor full-stack pode realizar atividades de desenvolvimento  em qualquer um dos níveis da “pilha” de tecnologias utilizadas para o desenvolvimento de uma aplicação. Dessa forma, ele deve ser capaz de:

Pilha de Tecnologias (e livros)

Pilha de Tecnologias (e livros)

  • Trabalhar nas mais diferentes infraestruturas (sabendo qual o hardware adequado para determinada aplicação, qual o sistema operacional, e como preparar dependências do sistema que receberá a aplicação)
  • Entender, criar, manipular e realizar buscas em bancos de dados (relacionais e orientados a objetos)
  • Desenvolver backend / API’s em uma ou mais linguagens, como Ruby, JavaScript (node.js), Python, etc.
  • Desenvolver o Front-End em uma ou mais linguagens/frameworks, como Javascript (Ember.JS, Angular..) , Java, etc.

Em geral, um desenvolvedor full-stack deve possuir conhecimento abrangente, porém não necessariamente específico em determinado assunto, sendo que dessa forma, sua especialidade seria a área da pilha tecnológica em que mais atua no dia-a-dia (por exemplo, front-end).

E você? Que tal deixar de ser desenvolvedor exclusivamente front-end ou back-end e tornar-se um full-stack developer?